Magnésio 1 Litro

15,81 €   18,60 €
Desconto de 15%

Campanha Promoção Hidropónica, válida de 3 de jan. 2019 às 0:00 até 31 de dez. 2019 às 0:00


Este produto é utilizado para corrigir a falta de magnésio na solução nutritiva e contém 20% de K2O.

Além dos elementos básicos N e P, também K (Potássio) é crucial para cada cultivo. O potássio faz a robustez das células (água doméstica), e induz a floração. O potássio também desempenha um papel importante na formação de células, a regulação de osmose e a família de carboidratos. Além disso, o potássio é importante para a abertura e o fecho dos estômatos, que permitem a drenagem do calor excessivo.

Este produto contém 10% de MgO. Um dos elementos indispensáveis na linha de fertilizantes minerais líquidos. O magnésio forma os núcleos reativos na clorofila, que converte a energia da luz em energia química (ATP e ADP). Uma deficiência de magnésio manifesta-se em clorose (ligeira descoloração) entre os nervos das folhas antigas e também uma queda precoce das folhas. Um excesso resulta em pequenas folhas. Este produto tem as mesmas características que os outros fertilizantes minerais líquidos oferecidos pela GroHo:

  • MgO 10 funciona muito rápido.
  • MgO 10 é económico e não contém ingredientes em excesso.
  • Uma dosagem de 1: 1000 aumenta a quantidade total de Mg por 2 mmol.

Dosagem:

Em caso de deficiência, adicione 2,5-10 ml para 10 litros de solução nutritiva.

Comprar Aqui

Como controlar estes parâmetros?

Solução nutritiva:

A solução é consumida pela planta e diariamente observa-se uma redução do seu volume no tanque de solução. Esse volume deverá ser reposto todos os dias não com solução nutritiva e sim com água. As plantas absorvem muito mais água do que nutrientes e como a solução nutritiva é uma solução com salinidade a reposição diária com solução leva a uma salinização deste meio, chegando a um ponto que a quantidade de sais dissolvida é maior do que as raízes podem suportar. Se isto ocorrer as plantas param de crescer, devido não a falta de nutrientes, mas a um potencial osmótico muito elevado no sistema radicular.

Controlar o pH da solução nutritiva:

Durante o processo de absorção de nutrientes as raízes das plantas vão alterando o pH da solução nutritiva. Esse pH significa a acidez ou basicidade da solução nutritiva. As plantas têm o seu desenvolvimento máximo entre pH 5,5 a 6,5 e à medida que elas crescem elas alteram esse pH da solução nutritiva. Por essa razão diariamente após completar o volume da solução com água o pH da solução deve ser medida. Se estiver fora desta faixa de 5,5 a 6,5, ele deverá ser ajustado com ácido se estiver acima de 6,5 e, com base caso esteja abaixo de 5,5.

Controlar a condutividade elétrica da solução nutritiva:

Com o crescimento das plantas os nutrientes da solução vão sendo consumidos e esta solução vai se esgotar. Chega a um ponto que a solução não consegue mais fornecer os nutrientes necessários ao desenvolvimento das plantas. Nesse ponto a solução deve ser trocada. Um dos maiores problemas é saber quando esta troca deve ser realizada.

Uma solução que contêm sais (nutrientes) tem a capacidade de conduzir a corrente elétrica. Essa capacidade de condução da corrente elétrica é tanto maior quanto maior a concentração de sais dissolvidos na solução. Assim através da redução na condutividade elétrica é possível saber quando é necessário fazer a troca da solução nutritiva. Para saber a concentração de nutrientes a maneira mais fácil e simples é usar um condutivímetro.

Uma das principais razões pelas quais os produtores optam por sistemas de cultura de água é que a taxa de crescimento e maturidade é geralmente 15-25% mais rápida. Os produtores ainda podem obter o tamanho desejado da planta com um período vegetativo curto. Assim, para obter a produção ótima antecipada a partir desses sistemas, usar a mistura adequada de nutrientes e ter as condições certas é muito mais importante.

Ler mais
Quantidade

Ao preço acresce IVA a 23%


Partilhar