Projetos / Orçamentos

Realizamos todo o tipo de projetos em Hidroponia - NFT, NGS, Semi-Hidropónico - desde os sistemas mais pequenos para casa, até a grandes estufas para fins comerciais. 

No nosso portfolio estão projetos realizados em Portugal - Angola - Cabo Verde.

Para o pedido de orçamento terá que considerar os seguintes elementos:

Seleção do local para instalação das estufas

Sempre que possível, a seleção do local a instalar a estufa deve contemplar aspetos como:

  • Topografia do local (Aproveitar a orografia do terreno para implementação das estufas, sistemas de rega e drenagem. Modelação necessária deve ser realizada previamente à instalação das estufas);
  • Área útil da estufa toda a área do espaço de implementação da estufa assim como caminhos de acesso.;
  • Microclima do local selecionado (Devem ser evitados lugares baixos onde se acumule ar frio ou bolsas de nevoeiros e devem ser bem iluminados);
  • A orientação (Protegido de ventos, com a colocação de corta-ventos ou aproveitando a topografia do local. Evitar sombras de colinas ou edifícios e deve adaptar-se a forma e ângulo da cobertura aos ventos dominantes);
  • Existência de água, em quantidade suficiente e qualidade necessária para a cultura ou sistema de cultivo pretendido;
  • Boa drenagem da parcela escolhida para diminuir o risco da ocorrência de inundações ou evitar escolha de locais com nível freático próximo da superfície de cultivo;
  • Poluição, no caso de estufas instaladas na proximidade de zonas urbanas, as condições de poluição do ar devem ser avaliadas, não só em termos do efeito nas plantas mas também no que respeita à acumulação de resíduos sobre a estufa;
  • Disponibilidade de espaço, o local seleccionado deve permitir futuras ampliações ou instalação de instalações auxiliares como depósitos de água, edifícios, etc.;
  • Proximidade de redes de transporte.

Instalação dos sistemas de rega

No caso especifico dos cultivos sem solo, onde existem restrições ao volume para desenvolvimento do sistema radicular, uma capacidade limitada de reserva de água e nutrientes tem de se considerar que para além da utilização da rega localizada há que regar bem.

Regar bem pressupõe:

  • Aplicar água na quantidade e com a qualidade requerida. Fornecer a todas as plantas a mesma água de forma homogénea. Este parâmetro depende fundamentalmente do coeficiente de uniformidade de rega e que é influenciado pela qualidade de fabrico dos emissores e pelo desenho hidráulico da instalação.

Instalação das estufas

  • Verificar o terreno e topografia de forma a fazer uma implementação das estufas que permita:
  • Maximizar a exposição solar e posicionar as estufas com a mesma orientação que as culturas;
  • Potenciar o uso dos desníveis existentes e necessários antes da implementação das estufas para:
    • Escoamento de chuvas
    • Condução da rega e drenagens
  • Não existirem quaisquer restrições ao uso de quaisquer equipamentos de condicionamento ambiental;
  • Maximizar a eficiência de uso de espaço;
  • Minimizar as deslocações e transportes entre áreas de produção;
  • Receber, armazenar todos os fatores de produção com eficácia;
  • Expedir todos os produtos com eficiência;
  • Para possibilidade de climatização é preferível a utilização de vários blocos de menor tamanho, por exemplo se possível, de 0,5 a 1 ha;
  • Os equipamentos de controlo ambiental como redes de sombra e sistemas de arrefecimento só podem ser dimensionados após o conhecimento do local de instalação, as condições climáticas locais e de qualidade da água;
  • Pensar se será necessário ou conveniente fazer estrutura de proteção e ligação “interior” entre todos os módulos. Diga-mos se é 1 só estufa ou varias estufas…
  • Que tipo de pavimentação vai ser construído (principalmente para seleção da tipologia de máquinas necessárias) nas ligações entre as diversas áreas de produção e processamento de produto;
  • Será necessária uma zona de reserva de água com capacidade de 2 a 3 dias de reserva (velocidade com que será previsível resolver problemas com o sistema de fornecimento de água);
  • Ter área de viveiro com capacidade de produzir todas as plantas para a exploração;
  • A localização das diferentes unidades (estufa, armazém, depósitos de agua) além da parte funcional e arquitectónica, pode ter condicionantes de instalação, como por exemplo zonas pantanosas ou com nível freático elevado do terreno.

Construção de armazém para instalação:

  • Sistema de fertirrigação da exploração;
  • Armazenagem de fatores de produção com capacidade 2 a 3 vezes superiores à periodicidade das chegadas à exploração (não pode haver roturas de stock);
  • Área especifica para armazenagem de produtos fitofarmacêuticos;
  • Maquinaria de processamento de produto (depende da tipologia dos frutos pretendidos);
  • Sistema de frio;
  • Área de armazenamento e expedição do produto com cais de descarregamento e carregamento de cargas para veículos pesados e comerciais;

Armazenamento de maquinaria da exploração

  • “caixilharia” (caixas e embalagens)

Áreas sociais

  • Área para compostagem dos resíduos orgânicos produzidos na exploração;
  • Área de armazenagem da água de drenagem, para utilização para rega de outras culturas no exterior ou para reutilização;
  • Dependendo da fonte de energia existente existir sistema de “Backup” de reserva com capacidade para alimentar toda a exploração;
  • Ponderar energias alternativas como a solar;
  • Área para oficina/manutenção de equipamentos.

Instalação do sistema de rega

Para a instalação de um sistema de fertirrega numa exploração com esta dimensão e na localização pretendida deve-se:

Ter água em abundância e de excelente qualidade. Só após a realização da avaliação das disponibilidades globais de água e da qualidade química e biológica é possível:

  • Definir os volumes de água mínimos a ter nas estufas (mínimo sempre 2 a 3 dias)
  • Definir as necessidades de tratamento inicial de água

Dimensionar o sistema e instalar pelo menos 2 sistemas completos de fertirrigação independentes, mas com possibilidade de ligação em “bypass” em caso de avaria

Ter sempre disponíveis na exploração material de reposição para substituir completamente um sistema de fertirrigação com:

  • controlador/placas de substituição
  • bomba principal
  • 1 sistema de filtragem
  • 1 conjunto completo de injeção
  • 2 conjuntos de sondas de pH e CE.

Sistema de tratamento de água para humidificação (foggers… em função das carateristicas climatéricas da zona… humidade relativa)

Sistema de tratamento de águas de drenagem de forma a permitir reutilizar águas drenadas (cerca de 25%) e recuperação até cerca de 35% de nutrientes (dependendo da qualidade inicial da água e maneio dos técnicos). Esta situação pode ser particularmente interessante numa situação de forte dependência externa de nutrientes, mas apresenta uma maior necessidade de conhecimento e aumento do risco.

Sistema para injeção de produtos fertilizantes, benéficos ou desinfetantes pelo sistema de rega – sistema de tratamentos fitofarmacos

Outros equipamentos necessários

Numa exploração com dimensão e em função das opções tomadas em epígrafe será necessário:

  • Equipamentos de proteção das plantas

Para proteção de plantas, tratamentos generalizados e pintura de estufas será necessário:

  • máquinas de pulverização especificas para culturas em linha
  • Mini trator com:
    - tanque de pulverização (insecticidas, fungicidas, fertilizantes foleares, etc)
  • torpilha para aplicação de enxofre em pó
  • Pulverizador rebocável de grande volume
  • Pulverizadores manuais para aplicações em focos
  • Torpilhas manuais
  • EPI para aplicadores

Equipamentos para colheita e movimentação de cargas

Equipamentos a definir em função da decisão sobre pavimentos e tipologias de fruto em produção:

  • Carrinhos de colheita
  • Carrinhos elevatórios automotrizes
  • Sistema para movimentação cargas
  • Sistema de transporte de cargas entre unidades de produção e armazém de processamento/expedição

Equipamentos gerais

Sistemas de suporte gerais e de limpeza como:

  • Equipamentos de recolha e transporte de resíduos, que podem ser conciliados para propulsão de outros equipamentos como por exemplo o pulverizador rebocável.
  • Ferramentas de corte para realização de podas/colheita de frutos
  • Ferramentas de movimentação de resíduos como ancinhos, forquilhas, enxadas, etc.

Peça já o seu orçamento enviando email para: geral@groho.pt